Logo Painel Solar

Paineis Solares

Não há dúvida de que os painéis solares são a tecnologia mais difundida de aquecimento de águas com fontes de energia renováveis. Infelizmente, no nosso país, tem-se feito pouco aproveitamento da energia solar, muito embora, nos últimos anos, a tecnologia tenha atingido níveis de fiabilidade e eficiência que permitem a sua utilização de forma eficiente. Um painel solar (ou colector solar) é um dispositivo que converte a energia solar em energia térmica. Em termos gerais, o sistema completo é constituído por um painel que recebe a luz do sol, um permutador em que o fluido de aquecimento circula e um depósito em que a água quente é armazenada.

 

Os painéis solares produzem água quente de baixa temperatura (entre 50 e 90 °C). A área de painel necessária para uma habitação ronda 1 m2 por pessoa. No que diz respeito à dimensão do depósito, deve considerar-se entre 50 a 70 litros por pessoa.Para optimizar o retorno do investimento, os painéis solares deverão ter uma dimensão adequada para preencher as necessidades de água quente do lar com a energia solar disponível no Verão. Isto significa que só são preenchidas cerca de 70% das necessidades, uma vez que seriam necessários painéis solares maiores para obter a mesma energia no Inverno. No entanto, a escolha do tamanho dos painéis solares em função das necessidades de energia durante os meses de Inverno resulta num excedente de energia durante o Verão, constituindo um desperdício. Assim, os sistemas solares necessitam de apoio de sistemas convencionais para a produção de água quente (caldeira a gás, caldeira de gasóleo, etc…).

Existem diversos métodos para tirar o máximo partido do sistema em termos de eficiência, isto é:

 

  • Os colectores devem ficar orientados para Sul ou, se isto não for possível, serem rodados a 45 graus, no máximo, para Esteou Oeste;
  • O ângulo dos colectores relativamente à linha horizontal deve ser o correspondente à latitude do local: também são aceitáveis ângulos mais baixos para objectivos arquitecturais específicos e para colectores usados apenas no Verão. Em caso de maior utilização durante o Inverno – nomeadamente para fins de aquecimento – recomenda-se um ângulo mais elevado;
  • As tubagens devem ser isoladas de forma adequada para reduzir as perdas de calor desde o colector até ao ponto de utilização;
  • O acesso para manutenção e limpeza dos colectores deve ser fácil. Com uma manutenção básica os sistemas de energia solar têm uma vida útil superior a 15 anos. O investimento necessário por cada m2 de superfície instalado é variável, dependendo se é um edifício novo ou um já construído, da sua altura, tipo de cobertura, etc. Não obstante, estabelecem-se custos médios entre 500-1000€/m2 por captador solar. O período de retorno do investimento típico varia entre os 6 e os 10 anos. As instalações em edifícios multifamiliares são condicionadas fortemente pela sua dimensão, implicando normalmente a respectiva aprovação pelo condomínio. A concepção dos sistemas pode ser realizada de forma mais ou menos centralizada nos seguintes equipamentos colectores, depósitos solares e sistemas de apoio, encontrando-se mais facilitada se a solução for concebida na fase de projecto do edifício. A integração de uma instalação solar térmica num edifício existente pode apresentar alguns problemas, muitas das vezes ultrapassáveis e decorrentes da localização e montagem dos colectores e depósito, colocação de tubagens e infra-estrutura eléctrica bem como de compatibilidades com os sistemas de apoio;

Best Of The Web - Swiss Watch History